domingo, 17 de março de 2019

ESPORTE: Em jogo polemico Jacuipense foi prejudicado, perdeu, e está fora do Campeonato Baiano

                                           



A nona rodada do Campeonato Baiano aconteceu na tarde deste domingo (17), mais uma vez o Esporte Clube Jacuipense foi a campo lutar pela vaga na semifinal do campeonato. O jogo decisivo aconteceu em Alagoinhas, contra o time local, Atlético de Alagoinhas, no Estádio Municipal Antônio de Figueiredo Carneiro (Carneirão), mas o que marcou o jogo foi o despreparo do árbitro Joedson de Oliveira, ele que é da cidade de Conceição da Feira, deu um show de estrelismo, arrogância e posso dizer até burrice e total despreparo.

Logo no primeiro tempo o time da casa fez seu primeiro gol, aos 11 minutos, Gabriel Esteves abriu o placar. Já durante o primeiro tempo o juiz Joedson começou seu show de estrelismo, dando alguns cartões amarelos até mesmo para jogadores que estavam no banco de reservas do time jacuipense.

No segundo tempo o Atlético fez seu segundo gol aos 15 minutos, causando uma reação mais forte do time Jacuipense que partiu pra cima e fez seu primeiro gol da partida, o time ganhou folego e partiu com tudo, para cima do adversário, empatando aos 26 minutos do segundo tempo. Um silencio tomou conta da torcida atleticana, um clima de apreensão e ansiedade tomou conta do Carneirão, que iria desempatar a partida?


A resposta veio aos 32 minutos do segundo tempo, com um lance que foi a derrota do Jacupa e a polêmica do jogo, o Jacuipense fazia seu terceiro gol de virada, o grito entalado de gol na garganta do torcedor jacuipense saiu, mas foi sufocado pelo “árbitro estrela”, o juiz Joedson Oliveira, num total despreparo, anulou o gol. Todos que viram o lance de perto foram unanimes e dizer que não viram nada que justificasse a atitude, mesmo sem o bandeirinha sinalizar, o juiz marcou mão do jogador jacuipense no lance.

O fato causou revolta nos jogadores grená, menos de três minutos depois do lance polêmico, o Atlético fazia seu terceiro gol da partida sobre o Jacuipense, ficando 3 a 2 o placar. O que causou ainda mais revolta no time jacuipense, com as reclamações dos jogadores em campo, equipe técnica e jogadores do banco de reservas, foi um verdadeiro festival de cartões, o juiz despreparado fez até a expulsão de um jogador do Jacuipense.

Final de partida e o resultado tira do campeonato o time leão grená, a revolta e indignação ficaram claras por parte da delegação jacuipense. “Árbitro despreparado, prejudicou nosso time, isso é inaceitável”, disse Drº Felipe Salles, diretor esportivo do time. “Não vi nada no lance, eu estava de frente pro lance e não vi nada”, disse o radialista Mário Amaral, que fazia a transmissão do jogo pela Rádio Jacuípe AM.

Desde o lance que anulou o gol a equipe desportiva da Rádio Jacuípe, que tem mais de 30 anos de experiência em jogos dos campeonatos baianos, e já viu de tudo, foi unanime em comentar o total despreparo e arrogância do juiz Joedson, para Evandro Matos, comentarista e apresentador da emissora, o resultado foi claramente “garfado” na mão grande e tomado do time grená, Gilberto Oliveira que narrou o jogo ficou indignado, “Foi uma vergonha o que vimos aqui hoje, o Jacuipense foi claramente prejudicado pela arbitragem”, disse.

Com este resultado o Atlético de Alagoinhas se classifica para próxima rodada. O time do Esporte Clube Jacuipense vai para Salvador, a diretoria não informou se irá entrar com pedidos para rever o resultado, mas é possível que ocorra alguma atitude por parte os diretores junto a FBF.



POR ALANA ROCHA. COM COLABORAÇÃO DA RÁDIO JACUIPE AM (FOTOS – REDES SOCIAIS DO TIME JACUIPENSE).

APOIO:

Nenhum comentário :